Possível Guerra entre Brasil e Estados Unidos não está Longe - Obscura Verdade

Apenas os Pequenos Segredos Precisam ser Guardados, Os Grandes Niguém Acredita - Herbert Marshall

Home Top Ad

Responsive Ads Here

16 de abr de 2014

Possível Guerra entre Brasil e Estados Unidos não está Longe


Com a descoberta de uma das maiores reservas de petróleo do mundo, e expandindo sua influência mundial, o Brasil já figura entre as potências mais poderosas do mundo. Somos a 6ª maior economia do mundo, temos uma das maiores reservas de água potável do planeta, detemos em nosso território grandes reservas minerais que abastecem o mundo, a maior floresta da Terra, uma vastidão de biodiversidade, muitas nem exploradas ainda (pelos brasileiros)...

Com todo esse poderio que a República Federativa do Brasil possui, a inveja é despertada nas nações de todo o mundo, principalmente na nação que se sente, e de certa forma é através de suas forças armadas, dona do Mundo, os Estados Unidos da América. Precisamos ter uma força de defesa poderosa ao ponto de nos defendermos dessas ameaças que a cada dia está mais perto do nosso território. Bem aventurado e inteligentes são aqueles que conseguem enxergar isso.

Os EUA já reativaram a Quarta Frota. A frota marítima, desativada desde 1950, foi reacionada a partir de 2008 e gerou inquietação entre os governos sul-americanos. De acordo com o livro Dissenso de Washington, do ex-embaixador brasileiro nos EUA, Rubens Barbosa, o comando (sediado em Miami, no sul dos EUA) é responsável por “alimentar boatos de terrorismo na Tríplice Fronteira [Brasil, Argentina e Paraguai]” e “treinar militares paraguaios propondo cenários em que os ‘brasiguaios’ provocavam a partição do país vizinho”.

Sob o argumento de combater o narcotráfico na região, o Comando Sul já chegou a sugerir a “eliminação de restrições legais” para os soldados americanos na região, diz Barbosa no livro. Brasil e Argentina entraram com representações contra a reativação da Quarta Frota, enquanto o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ameaçou utilizar aviões militares para afundar navios que eventualmente invadissem as águas venezuelanas.

Só os ingênuos e os entreguistas, muitos deles bancados pela mídia, não vêem na Quarta Frota um grave risco à soberania nacional e à integração regional. Criada em 1943, visando derrotar a esquadra nazista no Atlântico Sul, esta força especial foi desativada em 1950. Agora, num gesto provocador, ela foi reativada em 12 de julho. A Quarta Frota é composta por 22 navios: quatro cruzadores com mísseis, quatro destróieres com mísseis, 13 fragatas com mísseis e um navio hospital. “Segundo as autoridades usamericanas, o seu objetivo é ‘realizar ações humanitárias’. Então, para que tantos mísseis?”, ironiza o teólogo da libertação Frei Betto.

Na prática, a Quarta Frota reflete uma nova escalada militarista dos EUA na América Latina. O “império do mal” teme o avanço das forças de esquerda no seu “quintal” e está de olho nas suas riquezas naturais, principalmente no pré-sal. James Stavrides, chefe do Comando Sul, confessou que o aparato bélico visa “ganhar corações e mentes das populações desta região”. Já o diretor de operações navais, Gary Roughead, garantiu que servirá no “combate ao terrorismo”. Tanto que o comandante da Quarta Frota, o contra-almirante Joseph Kernan, nunca fez carreira na marinha, mas sim na força de elite (Seal), destinada às sinistras “operações não-convencionais” dos EUA.

O Tio Sam está nas nossas costas com uma base militar na Colômbia, prontos para qualquer momento necessário e conveniente adentrar em solo brasileiro. Precisamos estar prontos para nos defender das ameaças externas, precisamos estar alertas e começar a nos preocupar com isso também, será mais um problema para o nosso país já problemático. Apesar de termos a maior força militar da América Latina não estamos bem equipados para encarar o Tio Sam nesse momento e esse fato deve estar sob atenção dos governantes brasileiros. O Brasil é um país pacífico, mas os outros não são.

2 comentários:

  1. Verdade, nos somos pacíficos mas os outros e de adianta ter a maior força militar e não ter investimentos nela

    ResponderExcluir
  2. QUE O CRISTIANISMO SEJA REALIDADE CONSUMADA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL NO PLANETA TERRA. É UMA PENA QUE O SER HUMANO GOSTA DE GUERRAS.

    ResponderExcluir